segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Estava a ver o telejornal da RPT 1 quando ouço falar em amor eterno. Segundo estudos de cientistas americanos(só podia, eles não batem mm nada bem, perder tempo com coisas detas!), ele existe! Um em cada dez casais mantém a chama acesa após vinte anos de casados. Tristeza diria eu! Só um em cada dez?! Também, quem é que atura o mesmo homem durante vinte anos? Pá, no inicio é tudo muito bonito, ele é um verdadeiro princepe encantado, cheira bem, é elegante, fala bem, trata-te como uma verdadeira princessa! Depois ao contrario do que dizem as historias de encantar que se contam as criançinhas(e por vezes aos adultos tanbém!), ele transformasse num sapo gordo e mal cheiroso! Felizmente nao sou a unica a ver isso... Na curta entrevista que fizeram no meio da rua aos portugueses, viu-se a descrença que estes tem no amor. Já não bastava não acreditarmos nos nossos políticos, na nossa educação, na nossa economia... também já não acreditamos nas almas gémeas! Vistas bem as coisa eu também já não acredito. Se é que alguma vez, algum dia eu acreditei! Acredito sim em algo... na amizade! O vídeo que segue é um bom exemplo do que se faz pelos amigos...

3 comentários:

acoldzero disse...

touradas e amizade... adiante. só acho que podias ter escolhido melhor exemplo. de resto não comento. deixo a análise para cada um, mas não me parece que a culpa dos relacionamentos desfeitos seja só dos homens, mas como disse, não comento, senão dá pano para mangas.
bom ano*

Anaïs disse...

Meu caro amigo...não é pela tourada em si (que sinceramente é algo que não me diz nada!)é mesmo pela proteção que esta gente cria em volta do amigo!
Bom ano!

acoldzero disse...

perdoai-me a crueza. isto nao tem sido facil para estes lados. axo k fui um bocadinho brusco no comentario anterior. nao era intenção. sinceramente é dificil para mim ver um grupo de forcados ou toureiros e não pensar: "que grande carga de porrada que vocês mereciam!" mas no fundo claro que compreendo onde queres chegar com o video e qual a tua mensagem. *