sábado, 15 de março de 2008

"A uma rapariga" de Florbela espanca

Abre os olhos e encara a vida! A sina
Tem que cumprir-se! Alarga os horizontes!
Por sobre lamaçais alteia pontes
Com tuas mãos preciosas de menina.

Nessa estrada da vida que fascina
Caminha sempre em frente, além dos montes!
Morde os frutos a rir! Bebe nas fontes!
Beija aqueles que a sorte te destina!

Trata por tu a mais longínqua estrela,
Escava com as mãos a própria cova
E depois, a sorrir, deita-te nela!

Que as mãos da terra façam, com amor,
Da graça do teu corpo, esguia e nova,
Surgir à luz a haste de uma flor!...

3 comentários:

Halcryon disse...

Que farsola! Não gosto nada de Florbela Espanca...essa gaja era uma frustada do caraças. Ainda tens de me explicar o kk queres dizer com "encenador".Já tás a falhar rita já tás.hehe podia me dar para pior...podia dar me um vaip e ir para artista plástico!!!!!!!!

Anaïs disse...

Presisamente! Encenador pois só tu me chamas de Rita!! :P
Piadinha parva...

Kalar disse...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.